Pilates Clínico
"É um método corpo-mente cujo objetivo é melhorar o equilíbrio entre a performance e o esforço, através da integração do movimento a partir de um centro estável e mobilidade aumentada." Visa a prevenção e reabilitação de lesões através da reeducação postural. Promove a harmonia, flexibilidade, equilíbrio, coordenação motora, força muscular, respiração, concentração, auto-estima e qualidade de vida. Pode ser praticado nas várias faixas etárias e nas mais diversas patologias.

O Pilates Clínico não é mais que uma adaptação do Pilates original. Os exercícios são divididos em diversos graus de dificuldade permitindo que seja praticado de forma segura.

Aconselha-se que o Pilates Clínico seja orientado apenas por Fisioterapeutas.
 
 

Pré-Parto

 

Tal como o corpo de uma mulher grávida sofre diversas alterações também os exercícios de Pilates têm de ser adaptados de modo a responder às necessidades da mulher garantindo total segurança, tanto para a mãe como para o bebé. Por este motivo é muito importante que as aulas de Pilates na Gravidez sejam conduzidas por um profissional habilitado e com formação na área da gravidez ou saúde da mulher.

 
Durante a gestação o Pilates Clínico é um excelente aliado para superar com qualidade as alterações e desconfortos que surgem nesta fase da vida de algumas mulheres. Além dos benefícios gerais também trabalha músculos específicos para a gravidez e parto, ajuda no controlo do peso, melhoria da respiração, melhoria da consciência corporal, reduz o tempo de recuperação pós-parto, entre outros.
 
É recomendado a prática de Pilates pré-parto 2 vezes por semana durante a gravidez, podendo, no entanto, praticar 1 vez por semana (se nunca praticou exercício) ou 3 vezes por semana (se tem prática habitual da modalidade).
 
Fale com o seu Obstetra antes de iniciar um programa de Pilates pré-parto.

N'A República das Mamãs é obrigatória a apresentação de um atestado do seu Obstetra, comprovando que se encontra apta para a atividade.

Deverá ter, no mínimo, 16 semanas de gestação e terá de efetuar obrigatoriamente, pelo menos, uma consulta de avaliação de Fisioterapia Uroginecológica.

 
 

Pós-Parto

 
No pós-parto previne alterações do pavimento pélvico e suas consequências, promove a redução da diástase abdominal, ajuda na redução de peso, fortalece e melhora a postura, acelera o retorno às atividades pré gravidez, promove a saúde mental e melhora a auto-estima
 

Fale com o seu Obstetra antes de iniciar um programa de Pilates pós-parto.

N'A República das Mamãs é obrigatória a apresentação de um atestado do seu Obstetra, comprovando que se encontra apta para a atividade.

A prática desta modalidade é, obrigatoriamente, antecedida por uma consulta de Fisioterapia Uroginecológica.



Todas as sessões estão disponíveis na modalidade presencial ou online.
 
 
Para inscrições ou marcações clique aqui